22/06/2015

Ah! A vida.

Eu rezo para esquecer os dessabores de chorar por por medo do futuro. As vezes não me encaixo e tampouco, tento fazer isso, na realidade. Dói saber que é incerto alguns passos a serem dados amanhã ou depois de amanhã.
Eu me pergunto a cada nova manhã onde estão minhas forças, para que eu as vista e saia feliz e com riso sério. Eu me preocupo e me arrepio de medo de viver. Isso é se prender, isso é se punir, isso é crime. E logo eu que amo tanto a vida!

0 comentários:

Postar um comentário

 
Book e Cofee Copyright 2014 ©
Designe By
- Kris Monneska Conversas de Alcova